Home | Homenagem | Sensei Li

Sensei Li

Sensei Li


Nome Completo:
João Batista Santos Silva


   Desde pequeno João sempre teve uma paixão por artes marciais.

   Aos 7 anos, quando um amigo o levou a uma aula de judô, ele ficou encantado. O Dojo ficava na sede de um templo Seicho-No-Iê e João ajudava a tirar as cadeiras do templo e montar o tatame, depois da aula devolvia tudo aos seus devidos lugares. Depois de algumas aulas o Sensei entregou a João um documento e pediu que levasse para seu pai assinar. Tratava-se de uma autorização para que João pudesse começar seu treinamento.

   Quando falou com seu pai, este pensou tratar-se de "coisa e criança" e disse: "-Ah, se você quer tanto assim praticar Judô então vá catar latinhas." João não percebeu que seu pai estava apenas brincando e encheu o quintal de sua casa de latinhas. Ele iria vendê-las para pagar as mensalidades do Dojo. Quando seu pai viu aquilo, percebeu que o menino falava sério e permitiu que ele treinasse Judô.

   Alguns meses depois seu irmão Vicente levou-o pela primeira vez a uma aula de Karatê-Do. Tratava-se da única academia do estilo Shorinji Kempo existente em São Paulo, presidida por Tadao Tsukiyama Sensei.

   João ficou ainda por algum tempo frequentando o Judô e o Karatê-Do, mas quanto mais conhecia o Karatê-Do mais se apaixonava pela arte e acabou deixando o Judô para dedicar-se completamente ao Karatê-Do.

   Continuou sob supervisão de Tsukiyama Sensei até seus 12 anos de idade, quando Tsukiyama Sensei saiu do País.
   Foi nessa época que João conheceu o estilo Shotokan através de João Ribeiro Sensei e Luis Távola Sensei.

   Treinou com eles e com Aldo Borges Sensei, que era aluno de Ito Sensei e amigo pessoal de Sasaki Sensei.

   Após um tempo João foi treinar com Sasaki Sensei na Universidade de São Paulo - USP e ficou sob sua supervisão durante um bom tempo mas seu pai ficou muito doente e João e seu irmão dedicaram-se a cuidar dele durante o período que ele suportou viver naquela delicada condição.

   Vendo a impossibilidade do aluno em treinar na USP, Sasaki Sensei indicou seu grande amigo e parceiro de Budô - Ito Sensei -, cujo Dojo ficava mais perto de onde João residia.

   Sob supervisão de Ito Sensei, João aprendeu muito sobre Budô e o Karatê-Do tradicional. Ito Sensei era um homem muito simples e humilde, seu karatê no entanto, era preciso e filosófico.

   Quanto mais aprendia com Ito Sensei, mais João se identificava com seu mestre e mais se interessava pelo que ele dizia ou fazia.

   Passados 34 anos de prática, todos os alunos de Li Sensei (é assim que João Sensei é chamado por seus alunos) agradecem de forma intensa todos que participaram dessa trajetória.

   Agradecem desde o pai de seu amiguinho que o levava de carro para as aulas de Judô até Ito Sensei que lhe ensinou o Budô que ele transmite através não só de suas aulas, mas também do seu modo de viver.

   Sensei Li é um budoka e acredita que o Karatê-Do pode se tornar um agente da educação. As muitas faces dessa arte marcial podem nortear a vida de um ser humano.

   Este é um fascinante universo de valores (o Budô) que Sensei Li transmite às pessoas que estão no seu convívio.




Entrevista publicada na Budô Newsletter de setembro de 2007 (ANO I - Ed. 3)






© Camacho